Ventos

Porque acalmou-se o vento
que abriu este dia de verão
fazendo caules dormentes

O homem

Se um dia estiveres perdido
no labirinto da vida
saibas que há sempre escondido

Luzes da liberdade

Reluzem
luzes da liberdade
sem tremores
brilhantes

Paquitas

Passa o mundo veloz
rasga os séculos
nada muda a essência