Paixão de outono

Em uma tarde monótona que parecia infindável

aventuras literárias que assomavam meu espírito

pareceram frenar como cavalos na linha insondável;

tudo que poderia imaginar se concentrou no mito

que se pôs à minha frente como uma imagem divina;

pus-me a redondilhar sem métrica este breve soneto

cravados os olhos em uma mulher vestida de lana caprina

cujos olhos ainda me atormentam no imperdoável relento.

Não precisei divagar a escarafunchar as palavras

vinham-me como veio a súbita paixão inesperada

assim são as paixões, estremecem e se vão pelas estradas

até sobrar somente as linhas laranjas do horizonte

no pôr-do-sol cheio de interrogações irrespondidas

enquanto admiramos os amores se irem nas águas sob a ponte.

* Amadeu Garrido de Paula, poeta e ensaista literário, é advogado, atuando há mais de 40 anos em defesa de causas relacionadas à Justiça do Trabalho e ao Direito Constitucional, Empresarial e Sindical. Fundador do Escritório Garrido de Paula Advocacia e autor dos livros: “Universo Invisível” e “Poesia & Prosa sob a Tempestade”. Ambos à venda na Livraria Cultura.

ASSESSORIA

DE LEON COMUNICAÇÕES

Bruna Lyra Raicoski

0 comentários em “Paixão de outono”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *