O pequeno Hórus e Jesus

Oh pequeno Hórus, filho, análogo a Jesus,

rebento de Osíris e de Isis, a trindade

que imprimiu fertilidade ao povo do Nilo

e segundo Bióy Casares reinava

sobre as imensas e profundas bibliotecas

desça novamente a esta terra de tantas lutas!

Tome seu lugar como um posseiro

de todas as consciências e das intuições humanas

e lance sobre elas todos as lições e a literatura

que vieram ao mundo para nos ensinar a viver.

Jamais afloraram em nossas vidas

tantas necessidades de ressuscitar.

Vivemos, é certo, no século fatal,

da incerta existência humana

em que se espraia um saber imediato

de todas as coisas, mas sem a captura,

do essencial.

Ensine-nos, pequeno Hórus,

a extrair de sua biblioteca da fertilidade,

o rumo do caminho que é a nossa trilha,

para reconstruir um mundo sem rombos

e livre dos ódios que seres deteriorados

pregam do alto de governos e de poderes.

Podemos supor que os misteriosos anos

de meditação de Jesus

tenha esse novo Deus feito homem

buscado em ti, antecessor e mestre,

o resumo sábio de todas as lições

expostas em sua inefável biblioteca.

Que o homem sobreviva, sobrepuje

seus inimigos destruidores.

Osíris, Ísis, Hórus, Maria, José e Jesus,

levem-nos ao nosso merecido páramo

de paz e amor no futuro que vislumbramos em nossos confusos sonhos.

 * Amadeu Garrido de Paula, poeta e ensaista literário, é advogado, atuando há mais de 40 anos em defesa de causas relacionadas à Justiça do Trabalho e ao Direito Constitucional, Empresarial e Sindical. Fundador do Escritório Garrido de Paula Advocacia e autor dos livros: “Universo Invisível” e “Poesia & Prosa sob a Tempestade”. Ambos à venda na Livraria Cultura.

ASSESSORIA

DE LEON COMUNICAÇÕES

Bruna Lyra Raicoski

0 comentários em “O pequeno Hórus e Jesus”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *