O fundo do mar

No fundo do mar meu vizinho

companheiro de som conhecido

jaz sobre uma pedra uma lágrima

que ontem escapou-me da praia.

Está acoplada e não se desprende 

qual a garoupa ao abrir as asas

e deixar o pescador sem o triunfo

que pretendia exibir na feira dominical.

Essa lágrima também é um peixe raro

porque não se deixa capturar;

a lágrima não deixará o fundo do mar.

Apenas depois de séculos

quando a humanidade abençoar os oceanos

a lágrima se libertará para abraçar os arcanos.

* Amadeu Garrido de Paula, poeta e ensaista literário, é advogado, atuando há mais de 40 anos em defesa de causas relacionadas à Justiça do Trabalho e ao Direito Constitucional, Empresarial e Sindical. Fundador do Escritório Garrido de Paula Advocacia e autor dos livros: “Universo Invisível” e “Poesia & Prosa sob a Tempestade”. Ambos à venda na Livraria Cultura.

ASSESSORIA

DE LEON COMUNICAÇÕES

Bruna Lyra Raicoski

0 comentários em “O fundo do mar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *