O homem e seu mistério

E vão rabiscaram-se plúrimos projetos

em que na ponta reverberava o ouro

bastou o microrganismo funesto 

para que esquecessem as ideias e o touro

se voltasse com fúria contra o toureiro

espraiasse sangue na tarde de Espanha;

a tristeza – tão andaluz – invadiu o mosteiro

de arrependidos da luta inglória e insana.

Mundo de irracionais e pretensos racionais

Ora se vê estremecido como nas guerras

Descartes chora e os filósofos se tornam emocionais.

É certo que o homem foi senhor da Terra

como todos os senhores incorreu em desatinos

e revelou grandes virtudes  que se vê da serra.

* Amadeu Garrido de Paula, poeta e ensaista literário, é advogado, atuando há mais de 40 anos em defesa de causas relacionadas à Justiça do Trabalho e ao Direito Constitucional, Empresarial e Sindical. Fundador do Escritório Garrido de Paula Advocacia e autor dos livros: “Universo Invisível” e “Poesia & Prosa sob a Tempestade”. Ambos à venda na Livraria Cultura.

ASSESSORIA

DE LEON COMUNICAÇÕES

Bruna Lyra Raicoski

0 comentários em “O homem e seu mistério”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *