O impossível

Montanha coberta de verde

sem nenhum caminho aberto

o impossível ao homem rude

de cérebro ainda a ser descoberto

Não é impossível salvar-se

das aguas negras de um rio selvagem

antes de perder seu fôlego e atar-se

você vem à tona em dois momentos de passagem

Neles você pode lutar pela vida

encontrar o filho de um tronco

que o tirará da vida espremida

e sobreviverá junto ao barranco

Nada é impossível para os seres

que ergueram esta civilização mágica

creiamos pois até a última das vezes

não nos mortifiquemos numa conjuntura trágica.

* Amadeu Garrido de Paula, poeta e ensaista literário, é advogado, atuando há mais de 40 anos em defesa de causas relacionadas à Justiça do Trabalho e ao Direito Constitucional, Empresarial e Sindical. Fundador do Escritório Garrido de Paula Advocacia e autor dos livros:“ Universo Invisível” e “Poesia & Prosa sob a Tempestade”. Ambos à venda na Livraria Cultura.  Visite também o blog: www.amadeugarridodepaula.com.br.

0 comentários em “O impossível”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *