Aprende-se na selva

O cacique ungido pela vontade da aldeia

não se apeia de inopino, os conspiradores

valem-se da homeopatia política;

segue-se todo dia crítica que desclassifica

até o amadurecimento e o golpe fatal.

O método é comum das etnias.

A democracia alcançada a duras penas

não é diferente;

ao perceber que a grande malta de almas

infelizmente não raro equivocada

prefere a ditadura à democracia,

como se fosse ingênua

a fundada história universal,

elites atacam

seduzem algumas canhoneiras

tornadas mísseis

e um número expressivo de mercenários;

assim que a incrivelmente bela Damasco

é reduzida a um deserto sórdido

de dejetos

são os primeiros a desertar;

à luminescência planetária

restam terras arrasadas.

Preocupa o Brasil democrático de hoje

submetido a essa letal homeopatia.

Amadeu Garrido de Paulaé Advogado, sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.

Esse texto está livre para publicação. Se precisar de  mais informações ou entrevistas entre em contato na  De León Comunicações:

Bruna Lyra Raicoski
Assessoria de Imprensa
bruna@deleon.com.br
(11) 5017-7604// 99655-2340

0 comentários em “Aprende-se na selva”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *