Temos dez homens justos?

Jorge Luiz Borges lembra lenda da antiguidade em que há na terra trinta e seis homens justos. São os “lamed wufniks”. Justificam o mundo perante Deus. Se um homem chega a saber que é um deles, morre imediatamente e um outro, em outra região do planeta, toma seu lugar. São os pilares do universo e não suspeitam dessa virtude. Deus nos destruiria, não fosse por eles.

Uma crença mística dos judeus, transmitida por Max Brod.

Localiza-se sua raiz no capítulo 18 do Gênesis. Deus não destruiria Sodoma, se nela encontrasse dez homens justos.

Os árabes tem personagem análogo, o Kutb.

Neste Brasil de hoje e de sofrimentos, teríamos dez homens justos?

 

 

0 comentários em “Temos dez homens justos?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *